Tratamento de especialidades e atendimento humanizado em Campo Grande


Tratamento de especialidades e atendimento humanizado em Campo Grande

Localizado na capital do Mato Grosso do Sul, o Hospital Adventista do Pênfigo é composto por duas unidades. Ele é o único hospital do estado equipado com um Centro de Infusão oncológica e Pronto Atendimento de Ortopedia com todas as subespecialidades, com centro de diagnóstico completo e o mais importante, atendimento humanizado e um ambiente cristão, que prioriza o bem-estar do próximo.

Sua matriz possui o único Pronto Atendimento Geral próximo aos bairros, e atende pacientes particulares, convênio e também ao SUS, que representa cerca de 10 operações por dia. A unidade realiza atendimentos clínicos e conta com um moderno Centro de Diagnóstico, com Tomografia, Ultrassom, Raio X Digital e um Centro de Tratamento Intensivo (CTI) com seis leitos. “Realizamos cerca de 300 cirurgias/mês, sendo que destas, em média 150 são procedimentos realizados de forma gratuita para o SUS. Temos um PA que atende 2 mil pessoas por mês e uma ala que cuida exclusivamente da doença do Pênfigo, de forma totalmente gratuita”, conta o diretor administrativo do hospital, Pierre Manoel Damásio.

Sua outra unidade fica no Centro da cidade e possui um Pronto Atendimento (PA) de ortopedia, que atende 1.550 pessoas por mês, e um Centro de Diagnóstico completo, equipado com Ressonância, Tomografia, Ultrassom, Raio X Digital e agora também com Hemodinâmica. “Nosso objetivo é abrir em breve um PA geral com atendimento 24 horas. Operamos cerca de 400 pessoas por mês nessa unidade. São oito leitos de CTI e atendimento a pacientes mais rotativos, com foco na ortopedia, oncologia, cardiologia, neurologia, reumatologia e dermatologia.

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Proximidade com o paciente

Além das ações que já são comumente desenvolvidas pelo departamento de Capelania, o Hospital Adventista do Pênfigo estimula que a sua equipe desenvolva ações que contribuam para o fortalecimento espiritual do paciente. No 11 de fevereiro, a unidade celebrou o Dia Mundial do Enfermo com uma ação especial, de visitação e oração aos pacientes internados. “É importante para os pacientes e também para quem faz a visita, pois todos saem com a fé mais fortalecida. A oração e a visitação trazem um amparo especial”, disse a secretaria de Capelania, Cibelle Rocha Molino, que atua junto com o Pr. Alex Bahia,