NOTA DE ESCLARECIMENTO


O Hospital Adventista do Pênfigo vem a público esclarecer o fato ocorrido na manhã desta quinta-feira (22) dentro das dependências da unidade matriz da instituição, localizada na saída para a cidade de Sidrolândia, em Campo Grande.

Por ordem judicial, um detento do presídio de Segurança Máxima da capital veio à instituição para uma consulta médica, escoltado por policiais militares.

Obedecendo à ordem, o HAP se dispôs a atendê-lo, pois há mais de 15 anos presta esse tipo de atendimento e nunca houve incidente semelhante.

Entretanto, vale ressaltar que o detento não estava internado em nosso hospital. Mas, veio para uma consulta, quando três homens armados entraram, renderam os policiais militares que faziam a escolta do detento e o levaram. Durante o ocorrido ninguém ficou ferido, nem funcionários, tampouco pacientes.

Sempre priorizando os pacientes, o HAP, como medida imediata não atenderá, temporariamente, pacientes na mesma situação do detento.

 

Atenciosamente,

Hospital Adventista do Pênfigo

Campo Grande, MS, 22 de setembro de 2016